terça-feira, agosto 30

Estrutura e Função dos Ácidos Nucléicos




O objeto de estudo básico da Biologia Molecular é o material genético das células. Este é composto por ácido nucléico, mas especificadamente o ácido desoxirribonucléico (DNA) que a partir das instruções contidas nele, transcreve-se em outro tipo de ácido nucléico, o ácido ribonucléico (RNA). O processo continuaria com a tradução desta molécula de RNA em uma proteína, mas isso é assunto para outro artigo, primeiro precisamos entender o que são os ácidos nucléicos.




Estrutura Dupla Fita do DNA
As funções do DNA resumem-se em conter e armazenar as informações necessárias para a vida celular, seja com relação à formação, função, manutenção e morte da mesma, transmitir estas informações ao longo das gerações celulares e expressar estas informações quando elas forem necessárias para a célula ou para o organismo. Ele também determina como deve-se duplicar corretamente para que não hajam erros, como transcrever-se em mRNA (RNA Mensageiro, precursor de proteínas) e como traduzir este mRNA em proteína.

Pode-se dizer que o DNA é uma supermolécula, que tem a capacidade de replicar-se totalmente, reparar-se na maioria das vezes quando há danos em sua estrutura, é organizada e capaz de realizar transcrição e tradução, criando a partir de suas informações estruturas necessárias para a célula.

A molécula de DNA apresenta-se em dupla fita, uma estrutura muito conhecida e que se tornou característica desta molécula até mesmo para os mais leigos. Cada lado da dupla fita é chamado de filamento, e estes filamentos são constituídos por nucleotídeos ligados entre si por ligações fosfodiéster. Além disso, os filamentos ligam-se entre si por meio de ligações de ponte de hidrogênio.

Classificação das bases nitrogenadas conforme os anéis
aromáticos.
Os nucleotídeos mencionados acima são constituídos por um grupo fosfato (PO4), ligado a um açúcar (também chamado de pentose, que determina se será uma ribose ou uma desoxiribose) e a uma base nitrogenada. Estas bases é que contém a informação genética, e através delas que ocorre a leitura que permite ao DNA expressar-se. Existem cinco tipos de bases nitrogenadas, complementares entre si, são elas: Citosina e Guanina, que ligam-se entre si e Adenina e Timina que ligam-se entre si. Quando falamos de RNA, a Timina é substituída por outra base nitrogenada, chamada Uracila. Esta é uma das principais características que permitem diferenciar o DNA do RNA.

Estas bases nitrogenadas são classificadas também em dois grupos, as purinas que apresentam dois anéis aromáticos em sua estrutura química e tem como representantes a Adenina e a Guanina e as pirimidinas que apresentam somente um anel aromático e tem como representantes a Timina, Citosina e Uracila. Quando representadas na fita de DNA ou no código genético as bases sempre são descritas somente pela sua primeira letra: (A) Adenina, (G) Guanina, (T) Timina, (C) Citosina e (U) Uracila.

A molécula de RNA não é dupla fita, somente em casos extremos de realização de determinadas funções para a célula. Então, não há bases que se complementem, somente uma única cadeia de nucleotídeos. Juntamente com a presença de uracila caracteriza a molécula de RNA.

Diferença química nas moléculas de ácidos nucléicos
Por fim temos o açúcar, ou pentose, como diferença entre os dois ácidos, pois o RNA apresenta o açúcar chamado ribose e o DNA o açúcar chamado desoxirribose. Podemos visualizar a diferente entre ambos na molécula de açúcar, pois a ribose apresenta um grupo de hidroxila (hidrogênio e oxigênio, OH) em uma das suas extremidades e a desoxirribose apresenta somente um hidrogênio no mesmo local.

Estas são as características e diferenças entre os dois tipos de ácidos nucléicos que conhecemos. Em outros artigos esclarecerei melhor as funções de cada um em organismos procariotos e eucariotos, como a síntese de mRNA e proteínas. Por hora, basta-nos conhecer os dois ácidos e saber diferenciá-los. Caso tenham dúvidas, comentem! Espero que tenham gostado do artigo! Até a próxima Biomédicos!


Agradecimentos à Professora Jaqueline Battilana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou do post? Tem alguma sugestão, alguma crítica (construtiva, é claro)? Então comente! Mas nunca se esqueça da ética e do respeito, por favor! Somente assim seu comentário será muito bem vindo! (O comentário dependerá da aprovação da moderação)

Postar um comentário